Barbear Clássico

Material => Safety Razors => Avaliação de Aparelhos => Topic started by: nunogrl on February 16, 2019, 05:00:00 pm

Title: Rockwell 6C
Post by: nunogrl on February 16, 2019, 05:00:00 pm
(https://i935.photobucket.com/albums/ad194/nunogrl/razors/IMG_20190216_143221.jpg)

Comprei recentemente uma Rockwell 6C e estou muito satisfeito. O produto vem bem embalado, estando a morar em Inglaterra, a caixa não inclui as lâminas.
O aparelho inclui 3 cabeçais: 1-3, 2-4, 5-6


Vou comparar a Rockwell com a Merkur 33C e com a Merkur Futur, por causa das características que eu considero comuns a estas duas.

(https://i935.photobucket.com/albums/ad194/nunogrl/edited-image.png)


- Tem o comportamento e assenta na mão como a merkur 33c.

É uma 3 peças e apesar de ser em latão cromado (a merkur é em aço) é bastante pesada e isso contribui para ser mais confortável durante o barbear.
O comportamento é muito similar à merkur 33c, não senti que houvesse um esforço de transição ou algum cuidado extra.

- é "ajustável", com uma grande amplitude de níveis
Sem dúvida me lembra a Merkur Futur. Nada contra as Gillettes, contudo numa gillete slim adjustable, não sinto a grande variação de agressividade ao longo da numeração. (se bem que não tenho grande utilidade para o nível 6 da Futur a não ser para retirar o borboto das camisolas),

A minha experiência com este aparelho ficou-se pelos cabeçais #3 e #2. O número 3 achei muito similar à merkur 33c, e só usei uma vez. No dia seguinte passei para o #2 e não experimentei mais nenhum.

O cabeçal #2 consegue estar no meio entre a Merkur 33c e as gillettes - que considero demasiado suaves para o meu gosto.

O a rosca do cabo da rockwell é compatível com as safety razors mais comuns, o que permite fazer algumas experiências

As duas Frankenrazors:

(http://i935.photobucket.com/albums/ad194/nunogrl/razors/IMG_20190216_142821.jpg)

O cabeçal da rockwell no cabo da merkur não funciona mal, mas o cabeçal da merkur no cabo da rockwell, parece um bocado estranho a pegar porque o peso está todo no cabo. Não tenho intenção de usar nestes modos, foi meramente para experimentar, porque ficam realmente estranhas :D

Esta nova aquisição conseguiu por-se ao par destes dois monstros de aparelhos, e vejam lá se não é fotogénica :)
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: hjnr on February 16, 2019, 09:48:11 pm
Parabéns pela compra.

Gosto do conceito das várias cabeças, sendo assim ajustável.

Obrigado pela análise.

O teu corte e costura está engraçado.
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: nunogrl on February 16, 2019, 10:30:39 pm
Foi um improviso
Devia ter passado a ferro o trapo..... Foi a primeira foto desde há algum tempo.
Obrigado :)
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: aykaramba on February 18, 2019, 03:02:29 pm
Já experimentei algumas máquinas, de diversos tipos, e até agora a Rockwell 6C é de longe a minha favorita. Ponho a base 4 e o resto é automático. Já não passo sem ela.

Na minha opinião, não se deve considerar a Rockwell uma ajustável (apesar de, na verdade, o ser), porque normalmente (há quem o faça, no entanto) não se muda a regulação a meio do barbear, por não ser prático. As ajustáveis tipicamente permitem regular sem tirar a lâmina.
Ainda assim, gosto muito deste conceito, se tenho a barba grande, uso uma base 6, se for para o escanhoado diário, a 4 é a minha medida.

Apesar das excepções, a maioria dos utilizadores quando encontra a/as base/s que os satisfazem, mantém-se com essas e pouco ou nada usa as restantes. Para mim isso contribui para o sucesso da máquina, permite-se ajustar sim, mas ajustar ao gosto de cada pessoa.
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: Ishvadenbaden on February 18, 2019, 09:13:44 pm
Parabéns pela compra e obrigado pela partilha. Agora uma pergunta, antes de terem a Rockwell qual era a vossa máquina favorita ou mais utilizada? Estou curioso porque muita gente que a compra diz que passa a ser das favoritas.
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: nunogrl on February 18, 2019, 10:12:45 pm
Parabéns pela compra e obrigado pela partilha. Agora uma pergunta, antes de terem a Rockwell qual era a vossa máquina favorita ou mais utilizada? Estou curioso porque muita gente que a compra diz que passa a ser das favoritas.
Tenho várias máquinas em rotação, estão aqui algumas.
(http://i935.photobucket.com/albums/ad194/nunogrl/razors/maquinas.jpg)

A da esquerda é uma Iberia, e é assimétrica. De um lado é normal e do outro é agressiva
A seguinte é a Merkur 33c. Esta é que não pode faltar, e que uso com muita frequência.

Depois tenho a Wilkinson, que sempre achei demasiado suave. É boa para pôr num saco de viagem. Tenho-a mais por ter sido a minha primeira, mas nunca me seduziu. Se não tivesse conhecido a Merkur 33c, provavelmente não teria embarcado no barbear como manda a lei.

Depois comprei a feather popular, para substituir a Wilkinson e para ter uma TTO moderna. Infelizmente nunca me ajeitei com ela para ter um bbs. Há muita gente feliz com essa máquina. Não foi o meu caso, acho-a demasiado suave, e não vou para além da terceira passagem - já sei que em vez de resultados vou ter uma irritação na pele.

A schick injector, porque a encontrei numa feira de velharias. O barbear é muito confortável, mas gosto do conceito das double edge terem um formato universal. Manias...

Gillette G1000, herdada de um familiar. Muito suave, para ter o bbs preciso de ir quase à quarta passagem. Fiquei com a mesma sensação de outras gillettes que entretanto adquiri. Não é má, mas se puder reduzir o número de passagens melhor.

Merkur futur, foi a única que em 2.5  eu conseguia por num nível de agressividade intermédio - entre a Merkur 33c e a Gillette.
É, tal como a Merkur 33c umas das favoritas.
A lâmina neste caso, devido à forma do cabeçal, fica sempre muito exposta. Tem a alcunha de "descascador de batatas" por causa disso. Isto traz a vantagem de que é muito fácil desentupir a máquina ao por o cabeçal debaixo da torneira.
A forma do cabeçal também dificulta o barbear debaixo no nariz.

Por ser ajustável e eu não saber como desmontar para fazer manutenção, o mecanismo estava meio preso. Esta máquina nunca me cortou na cara (ou pelo menos nada que seja digno de memória) contudo já tive dois acidentes com ela e os meus dedos ao tentar ajustar com a lâmina dentro (ela é claramente inocente.. Eu devia saber melhor... - para futura referência, esta máquina para ajustar é com uma toalha a cobrir tudo).
Eu só recentemente aprendi no YouTube como proceder para a desmontar (já tinha tentado antes, mas tinha receio de a estragar de alguma forma)

A Rockwell oferece o ponto intermédio que eu queria, e é robusta:
- é de 3 peças
- apesar da sapata ser grossa, peça do topo é pequena que permite aceder a todos os ângulos
-  é cromada, que lhe dá um aspecto muito bonito (é a minha primeira cromada, todas as que tenho ou são de aço ou têm uma banho de outra coisa qualquer)
- é fácil de limpar.
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: aykaramba on February 18, 2019, 10:36:15 pm
Quando tiver tempo também tiro foto às minhas.

Mas basicamente as minhas máquinas mais usadas, excluindo a Rockwell, são:
- Razorock Black Hawk;
- Gillette Super adjustable (aka Black Beauty);
- Merkur 37C (slant);
- Gillette slim twist;

E as que acabam por ter pouca atenção, apesar de algumas delas serem bem boas:
- Gillette Superspeed black handle;
- Gillette Tech aluminium;
- Weishi 9306C;
- Ming Shi 2000S (clone da Merkur Futur);
- Maggard Razors V3 Closed Comb (cabeçal idêntico à EJ DE89, mas nada parecida em prestação);

Apesar de me dar prazer utilizar algumas destas, e ir rodando, nenhuma bate a Rockwell e esta acaba por ganhar protagonismo 80% do tempo.
Ah, tive-a 3 meses emprestada ao meu irmão, em troca de uma EJ DE89. Nesta altura, a Hawk e a Black Beauty é que reinavam, apesar de também gostar da DE89.
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: Rodrigoqui on February 19, 2019, 12:09:47 am
Fiz um review desse aparelho no fórum BT. Posso copiá-lo aqui nesse tópico também?
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: nunogrl on February 19, 2019, 11:40:40 am
Fiz um review desse aparelho no fórum BT. Posso copiá-lo aqui nesse tópico também?
Claro que sim :) a informação deve sempre ser divulgada :)
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: Rodrigoqui on February 19, 2019, 01:25:33 pm
Fiz esse review no Forum BT então trouxe para cá tb. Espero que gostem.

Chamar esses aparelhos da Rockwell de ajustáveis é um pouco de contrassenso, principalmente se levarmos em conta os aparelhos que realmente permitem, internamente, o ajuste da forma como a lâmina vai tocar o seu rosto. Eles não são ajustáveis ao rigor que isso requer, mas se ajustam as suas necessidades. Estranho né? O problema é que alguns termos no barbear tradicional não são muito bem definidos e esse tipo de imprecisão acontece. Mais para frente vamos ter outro exemplo interessante disso.

Vou dar um resumo aqui inicialmente de como esse aparelho veio a vida.

No fim de 2014 foi lançado no Kickstarter uma campanha para um aparelho “ajustável” feito em inox com características muito interessantes. O baseplate desse aparelho seria intercambiável e com a parte de cima e de baixo tendo características diferentes, totalizando 6 diferentes níveis de agressividade em 3 diferentes baseplates. A campanha foi um sucesso estrondoso na época e 8227 pessoas fizeram encomendas do aparelho para campanha. Foram arrecadados 1,1 milhão de dólares. São números muito expressivos. A produção e entrega dos aparelhos foi terceirizada e depois de alguns atrasos (famosos nessa companhia) em janeiro de 2015 foram enviados para os compradores. O produto final é esse da foto abaixo.

(https://i.imgur.com/QVE8BES.jpg)

(https://i.imgur.com/A9oWm4b.jpg)

(https://i.imgur.com/qOmW7fM.jpg)

(https://i.imgur.com/4uVBtlp.jpg)


O resultado foi péssimo (visivelmente). O processo de produção foi completamente inadequado para o tipo de produto que se propôs e o controle de qualidade inexistente. Podem ser observadas nas barras de segurança completamente desalinhas e o produto todo desigual, alem de imperfeições no top cap que não dá para serem vistas nas fotos. Resultado, quase todos os compradores ficaram insatisfeitos. Milhares de produtos foram devolvidos com uma quantidade enorme de reclamações pela internet. Os donos da empresa resolveram arrumar o problema, conseguiram uma pessoa para corrigir as peças e foram reenviadas aos compradores. O resultado foi ainda pior. A correção foi apenas esmerilhar a parte de baixo do top cap. Mas isso gerou diversos outros problemas o resultado está na foto abaixo. Na esquerda o aparelho "corrigido" e na direita a versão atual de produção.

(https://i.imgur.com/xyjFqhV.jpg)

(https://i.imgur.com/ZcxVr1m.jpg)

Para não deixar os compradores na mão eles resolveram procurar alguns engenheiros e fizeram as modificações necessárias na estrutura do aparelho no Canadá e agora utilizariam uma técnica diferente para a confecção das peças, o MIM (Metal Injection Molding) em uma fábrica nos Estados unidos. Essa é uma técnica incrivelmente precisa de construção com um índice de repetibilidade das peças muito alto e tolerâncias equivalentes ao CNC por exemplo sendo muito mais barato que esse último. Com essa técnica era possível fazer uma quantidade enorme de aparelhos em um tempo bem curto. Depois de toda a novela no inicio de 2016, um pouco mais de um ano do lançamento inicial foram enviadas a todos os compradores o novo aparelho. Dessa vez foi um sucesso. Nessa confusão toda o montante inicial de dinheiro do Kickstarter foi todo consumido e eles estavam conseguindo manter a produção com os valores da venda para lojas e pré venda aos consumidores. A versão atual é essa da foto:

(https://i.imgur.com/77cTWUz.jpg)

(https://i.imgur.com/cNVQPXp.jpg)


O que nós temos disponível hoje é a versão final feita por MIM e em aço inoxidável. Depois do sucesso do aparelho em aço eles resolveram disponibilizar uma versão de baixo custo, feita dessa vez em Zamac, cromada, sendo produzida na China, também por MIM. Obviamente que em se tratando da Rockwell problemas aconteceram. Dessa vez o problema foi a cor de um dos acabamentos. Eles disponibilizaram a opção “branca” e a “Gun metal”, sendo essa última mais escura. Quando foram entregues a versão Gun metal era BEM mais clara que o esperado e o pessoal reclamou de novo. Novamente quem não gostou da versão final recebeu uma peça corrigida, agora mais escura. Isso a empresa faz muito bem, ela assume seus erros e não mede esforços para corrigir! Abaixo fotos do aparelho "branco" e do gun metal respectivamente.

(https://i.imgur.com/tzNjaU6.jpg)

(https://i.imgur.com/sswOdhc.jpg)

(https://i.imgur.com/YgvWPRg.jpg)

(https://i.imgur.com/aYq98lQ.jpg)


Bem hoje temos então a versão em aço desse aparelho e a em Zamac, tendo disponíveis uma versão com os 3 baseplates e 6 configurações ou uma com apenas um baseplate e duas configurações, chamada de 2C. Ambos têm dimensões iguais, sendo a diferença basicamente o acabamento e material. Esse review vai ser sobre os dois aparelhos de uma vez. Onde eu julgar que ambos se comportam da mesma forma ou tratar deles juntos e onde achar que se diferenciam deixarei destacado no texto. Segue abaixo algumas fotos das versões comerciais deles.

(https://i.imgur.com/6t2AiyI.jpg)


Apresentação: As duas SR tem apresentações bem diferentes, a 6S (feita em inox) vem em um case rígido com laterais metálicas textura de couro e fechamento magnético. Já a 6C (cromada) vem em uma caixinha simples com uma base de plástico mole acomodando as peças da SR. Embalagens condizentes com o preço das peças, na primeira com uma pegada mais premium e na segunda o foco em redução de custos.
Fotos abaixo.

(https://i.imgur.com/EqNWP5n.jpg)

(https://i.imgur.com/qGa0vjB.jpg)

(https://i.imgur.com/lebRsqt.jpg)


Preço: A Rockwell 6S é vendida por US$100 e a Rockwell 6C por US$50. Esse é o preço cheio das maquina e o praticado nas lojas. Mas caso a compra seja feita pelo site da própria Rockwel eles têm diversos cupons de desconto. Normalmente só de entrar lá eles já oferecem US$5, se passear por lá um pouco, no facebook começam a aparecer propagandas de US$10 de desconto. E com bastante frequência oferecem 10 ou 20% de desconto. Portanto, basta olhar um pouquinho que dá para reduzir o valor final. O frete deles é bem em conta então no fim até compensa bem comprar direto deles.


Construção: São maquinas normais de três peças com o detalhe que o baseplate pode ser virado apresentando diferentes níveis de agressividade. Como ambas máquinas vem com 3 baseplates são 6 níveis deferentes de agressividade numerados de 1 a 6. Quando a máquina está montada o numero que pode ser visto em baixo do aparelho é o que representa o nível de agressividade.
Como já foi dito anteriormente a 6S é feita em aço inoxidável com acabamento fosco. A 6C é feita em zamac com acabamento cromado liso. Algumas 6C vem com um pouco de rebarba na cromagem do parafuso, então costuma ser necessário abrir e fechar algumas vezes até ficar suave, mas depois não costumam apresentar problemas. Alguns círculos podem ser vistos nos baseplates, esses são o local por onde a massa metálica é injetada no processo de fabricação (nas fotos anteriores dá pra ver isso). Eles não retiram esse tipo de detalhe.

Dimensões e peso:  A 6S pesa no total 113g, já a 6C pesa 100g. Existe uma diferença de apenas 13 gramas entre as duas, o que em uso real não sinto para dizer a verdade. Segurando as duas ao mesmo tempo dá para notar a diferença, mas é isso. A SR montada tem 9,5 cm ao todo, do cabo até o fim do cabeçal.

Os blade gaps de cada baseplate de acordo com a Rockwell são esses abaixo:

R1: 0,20 mm
R2: 0,35 mm
R3: 0,48 mm
R4: 0,61 mm
R5: 0,69 mm
R6: 0,79 mm

O baseplate desse aparelho é um pouco troncudo por assim dizer. É espesso e maior que a média. Eu não me incomodo com isso, e inclusive gosto desse fato. A SR tem um pouco a mais de peso na região do cabeçal o que facilitar utilizar pouca pressão, além disso ela passa uma sensação cheia no rosto. Não sei bem explicar isso, mas é uma combinação do tamanho do baseplate com sua suavidade. Desde meu começo no wetshaving estava atrás de uma SR que me dessa essa sensação de ser cheia no rosto e achei nela!

Algumas pessoas não gostam desse tamanho e se incomodam com a espessura do baseplate. Como na largura ela é do mesmo tamanho das outras não sinto diferença no uso real. Mas algumas pessoas vão a um extremo nesse caso. Olha que legal essa foto, a pessoa pegou a sua 6S poliu e desbastou a parte de baixo do baseplate, reduzindo pela metade o cabeçal e deixando com as dimensões dos aparelhos normais. Achei curioso.

(https://i.imgur.com/gEKZKyZ.jpg)

(https://i.imgur.com/QQRJyhJ.jpg)


Maneabilidade: Ambas são SR pesadas. Como disse anteriormente a diferença de 13 gramas em uso para mim é desprezível entre elas. E como em largura e posicionamento da lâmina ela é igual a uma SR qualquer não sinto nenhuma diferença em seu uso. O fato dela ser espessa não me incomoda em nada. Mas agora temos uma diferença bem grande entre as duas que decorre do acabamento. A 6S é fosca e a 6C é polida. E isso faz diferença. A 6S tem um atrito no rosto um pouco maior, ainda desliza e funciona muito bem, algo próximo a uma Delta Echo nesse quesito, mas é diferente da 6C nesse aspecto. A 6C desliza muito fácil no rosto, como qualquer aparelho polido a bem da verdade. A sensação da 6S no rosto é até bem interessante, mas não dá para negar que o deslize da 6C se sobressai.

Mudança de lâmina: Igual a todo aparelho de três lâminas, apenas com o detalhe de ter de se atentar a qual baseplate e lado está sendo colocando.  

Cabeçal e agressividade: Aqui vem a grande diferença dessa SR para as demais (e semelhança com as ajustáveis).

Existem 6 níveis de agressividade e vou tentar descrever um pouco de como sinto cada um deles em separado aqui.

Nível 1: É uma configuração incrivelmente suave. Suave a ponto de ser até esquisito. Mas com a vantagem de ainda sim barbear! Claro que se vier com uma barba de 5 dias pro lado dele não vai dar certo, mas para uso diário ele funciona tranquilamente. Passa a sensação de nem ter lâmina passando no rosto. Não consigo imaginar como alguém poderia se cortar com esse nível. Dá para se barbear sem pensar em nada, só ir passando a SR e pronto. Mas também não dá para esperar que ele vá deixar aquele BBS brilhante. Ele vai tirar todo o pelo e de forma tranquila e deixar totalmente apresentável, mas não vai ser um bbs. Como disse anteriormente, dá para se usar diariamente sem medo de irritação. Eu uso quando o rosto está judiado por alguma razão ou tenho que me barbear diariamente por vários dias por algum motivo, aí em alguns deles uso esse.

Nível 2: É uma evolução do nível 1 (como era de se esperar). Continua sendo incrivelmente suave e ainda sim barbeia e mais que o 1. Dá também para se usar diariamente e o resultado é mais eficiente que com o 1. Dá até para ter um BBS com ele fazendo com cuidado e atenção. Considero como uma versão mais eficiente do nível 1.

Nível 3: Aqui começam os níveis realmente mais eficientes e que produzem resultados muito bons! O nível 3 é algo próximo em agressividade para mim a uma Merkur 33C, mas incrivelmente mais eficiente. Eu tenho problemas com máquinas muito suaves pois geralmente elas não cortam minha barba e com a Rockwell isso não acontece. Mesmo no nível 1 a máquina corta sendo super suave. No 3 ela possui uma “agressividade normal”, por assim dizer, e mesmo assim é super eficiente sem perder a sua incrível suavidade.

Nível 4: É o nível que é dupla com o 3 (em termos de eficiência, assim como o 1 e 2 e o 5 e 6 vão ser). É uma versão mais eficiente ainda do nível 3. Bem parecido, mas uma pouco mais eficiente. Esse é de longe o que mais uso nesses aparelhos. Consegue tirar barba de alguns dias tranquilamente e é super suave. Simplesmente funciona para tudo.

Nível 5: Aqui eles começam a ficar realmente muito eficientes! Dá para chegar em um BBS facilmente mesmo com vários dias de crescimento. E ainda sim é super suave!

Nível 6: É o mais agressivo de todos. Mas isso não faz com que ele não seja suave. Aliás suavidade é a marca desse aparelho. Em qualquer configuração tem um desempenho excelente e é suave. Esse nível é a versão mais eficiente do 5. Tira qualquer quantidade de pelo com uma facilidade ímpar e sem causar irritação. Acho supimpa. Depois do 4 é o que mais uso.

Confesso que gostaria de um nível 7 e 8...

Aqui estão algumas fotos dos gaps por nível de agressividade.

Nível 1:

(https://i.imgur.com/O6bnfl3.jpg)

Nível 2:

(https://i.imgur.com/K0UkPt5.jpg)

Nível 3:

(https://i.imgur.com/ZcEDQmf.jpg)

Nível 4:

(https://i.imgur.com/98wQXfH.jpg)

Nível 5:

(https://i.imgur.com/JyOn3BQ.jpg)

Nível 6:

(https://i.imgur.com/yPNK3Yj.jpg)

Aqui está um gif com todos juntos:

(https://i.imgur.com/0Q05YNy.gif)


Agora gostaria de falar aqui sobre a exposição da lâmina e da exposição da lâmina.

Como disse mais acima esse termo é meio ruim de usar, mas eu não consegui pensar ainda em um melhor, além dele ser o termo usado mundo afora, então vai ele mesmo (se alguém tiver sugestões...).

Uma das utilizações desse termo é para o quanto da lâmina fica aparecendo pra fora do top cap, como na imagem abaixo.

(https://i.imgur.com/kVNLO1o.jpg)

Nesse caso ele tem uma exposição normal. E por normal eu digo dentro da média nos aparelhos. O problema é que esse tipo de exposição não é parâmetro para muita coisa a não ser para o quanto a lâmina vibra (embora não seja nem de longe a única coisa que contribui para isso). Por exemplo a Fatip tem uma exposição enorme e é bastante agressiva, a R41 de 2013 pra frente no entanto tem uma exposição bem pequena, menor que a Rockwell, mas é também super agressiva, mais que a fatip na minha humilde opinião. Esse é um parâmetro legal mas nem tanto.

A outra exposição da lâmina que eu estou falando aqui é o quanto ela está para "dentro" ou para "fora" do plano que passa pelo rosto. Quando ela está para fora dizemos que a máquina tem exposição positiva e quando está para dentro ela tem exposição negativa e quando está no plano é neutra. Vou dar aqui alguns exemplos. A Razorock Mamba ou a Phoenix DOC são aparelhos muito famosos pela sua suavidade, e ambas apresentam exposições negativas, ou seja, a lâmina fica para dentro do plano que passa pelo rosto. A EJ89 ou a R41 por exemplo possuem exposição positiva, mas em níveis diferentes. Enquanto a EJ tem uma exposição levemente positiva e R41 é super pra frente (nem vou citar aqui a iKon tech...). Um membro de um fórum internacional fez várias medidas dessas e publicou para alguns aparelhos. Eu não tenho essa paciência toda, então vou discutir para a Rockwell apenas no visual (que é bem claro no caso dela). Pedi para os donos da empresa essas medidas, mas eles ainda não me passaram, e nem sei se vão. Não vou postar para todos os níveis para não ficar chato.

Para o nível dois:

(https://i.imgur.com/l87DL8t.jpg)

Como dá para ver nesse caso a exposição é bastante negativa, ou seja, a lâmina fica bem para "dentro" do plano que toca o rosto. Isso explica o tanto que esse nível é super suave e seguro. É difícil se cortar com ele. Mas também e difícil chegar em um BBS.

Para o nível 4:

(https://i.imgur.com/IIoOkgf.jpg)


Aqui as coisas começam a ficar interessantes e a fugir do padrão. No nível quatro temos uma exposição ligeiramente negativa, mas o aparelho consegue ser ainda assim bastante eficiente. Normalmente aparelhos com exposição negativa não são tão eficientes, o que nem é difícil de entender, mas eu considero o nível 4 da rockwell  significativamente mais eficiente que uma Merkur e muito mais suave. E isso é o legal dela. Pela exposição ligeiramente negativa combinada com o gap e ângulo de ataque foi obtido um nível que é, ao mesmo tempo, muito suave e ainda sim eficiente.


Para o nível 6:

(https://i.imgur.com/jwRSLvg.jpg)

O nível 6 apresenta uma exposição basicamente neutra, ou seja a lâmina está mais ou menos no mesmo nível do plano que toca o rosto. Essa exposição ainda sem ser positiva aliada novamente ao gap e ao ângulo de ataque faz com que esse nível seja super eficiente e ainda sim bastante suave. É curioso isso, pois normalmente as empresas fazem os aparelhos com exposições ligeiramente positivas para que cortem o cabelo sem problemas. A Rockwell mesmo no nível mais agressivo não deixa a exposição positiva. Por isso é bastante notável a suavidade do aparelho e todas as configurações.

Não apresentar uma exposição positiva não significa que o aparelho não vai cortar. Quando o plano de corte passa pelo rosto a pele dá uma leve arqueada para dentro do plano, e a lâmina mesmo estando negativamente exposta faz o trabalho. O curioso aqui é conseguir o nível de eficiência que se tem nesse aparelho com exposições negativas da lâmina, esse é o barato que o pessoal da Rockwell conseguiu.


Considerações finais: Para mim suavidade e eficiência é o que define esse aparelho. Ele consegue ser muito bom em retirar o pelo sem machucar a pele. E tem ainda a sensação cheia no rosto que disse anteriormente, coisa que valorizo muito. Mas esses aparelhos apresentaram um problema para mim. Depois que chegaram não consigo usar nenhum outro, todos os outros ficaram sem graça preto deles.
A diferença entre o 6S e o 6C é apenas o material e acabamento (e a espessura do cabo). O barbear em sí é o mesmo nos dois! Com a diferença entre a textura dos dois ao passar pelo rosto. Já vi muita gente preferindo o 6C por isso e muita gente preferindo o 6S. Um custa o dobro do outro mas o barbear é o mesmo! Se você não se importa com o fato de um ser feito de zamac e outro inox nem olhe para o lado do 6S pois o 6C é foda. Se o material te cativa o 6S é uma excelente opção, ainda mais se olharmos que os outros aparelhos premium do mercado custam mais de duas vezes o que é cobrado por ele.
Hoje não vejo um custo beneficio melhor que o 6C no mercado. Um preço (com os cupons) equivalente as Merkur, EJ e Muhle da vida, mas com 6 opções de agressividade de notadamente mais suave e eficiente.

Pode parecer que estou puxando muito o saco, mas é o que eu sinto por esses aparelhos. Os acho muito bons mesmo!

Queria falar aqui rapidamente do suporte deles. Eu tive um probleminha com a minha 6S e eles resolveram prontamente. Não tem complicação, chatice nem nada do tipo. Se é culpa deles eles resolvem! São fáceis de tratar e super dispostos mesmo!

Bem, com esse aparelho foi assim, mas tem o fiasco da Model T que ainda está rendendo. Apesar de tudo recomendo vivamente a marca. Apenas não recomendo entrar em um Kickstarter deles por vários motivos...


A maioria das fotos são da internet, apenas tirei as fotos dos gaps e exposição da lâmina.
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: hjnr on February 19, 2019, 05:56:19 pm
Muito obrigado pela análise!

Muito detalhada e interessante.

Fez-me olhar para ela de outra maneira.

Será ela a futura companheira da minha fiel Merkur 41C? A C, que a S é mesmo um valor elevado para estas questões.

(nunca mais me decido, até já maço os confrades com esta questão)
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: nunogrl on February 19, 2019, 06:26:50 pm
Eu dei preferência à cromada. Ponderei a gunmetal, mas não me arrependo nada de ter escolhido a branca.

Todas as máquinas têm garante vitalícia, e gosto muito do acabamento cromado.
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: Migas72 on May 14, 2019, 01:37:21 pm
Obrigado pelos vossos excelentes reviews! Cada vez mais tentado a experimentar uma 6C! O meu suprassumo será, mais tarde, uma Tatara Masamune!

Enviado do meu SM-A510F através do Tapatalk

Title: Re: Rockwell 6C
Post by: Rotiv on May 14, 2019, 01:53:08 pm
Parabéns e obrigado pela análise.


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: Ishvadenbaden on May 15, 2019, 08:00:55 am
Passou-me despercebida esta análise. Obrigado pela avaliação, muito completa. São máquinas de qualidade, mas não me atraem esteticamente, excepto a última com o cabo mais ondulado.
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: Gago on May 15, 2019, 01:16:41 pm
Ótima análise

Enviado do meu Mi MIX 2 através do Tapatalk

Title: Re: Rockwell 6C
Post by: ruicc on July 10, 2019, 11:24:10 am
Boa análise, gosto desta 6c.
Title: Re: Rockwell 6C
Post by: Danilo on August 09, 2019, 12:26:47 pm
Tenho resalvas a marca pela forma que iniciou a sua jornada e a falta de  respeito dessa pelos backers.

Essa e a phoenix tao no mesmo saco

Sent from my MI 8 Lite using Tapatalk